F Tô falando Isa!: Resenha: A cidade do Sol

06 outubro 2013

19

Resenha: A cidade do Sol

Título: A cidade do Sol
Autor: Khaled Hosseini 
Número de páginas: 368
Editora: Nova Fronteira
Gênero: Romance


Sinopse: Mariam tem 33 anos. Sua mãe morreu quando ela tinha 15 anos e Jalil, o homem que deveria ser seu pai, a deu em casamento a Rashid, um sapateiro de 45 anos. Ela sempre soube que seu destino era servir seu marido e dar-lhe muitos filhos. Mas as pessoas não controlam seus destinos. Laila tem 14 anos. É filha de um professor que sempre lhe diz: "Você pode ser tudo o que quiser." Ela vai à escola todos os dias, é considerada uma das melhores alunas do colégio e sempre soube que seu destino era muito maior do que casar e ter filhos. Mas as pessoas não controlam seus destinos. Confrontadas pela história, o que parecia impossível acontece: Mariam e Laila se encontram, absolutamente sós. E a partir desse momento, embora a história continue a decidir os destinos, uma outra história começa a ser contada, aquela que ensina que todos nós fazemos parte do "todo humano", somos iguais na diferença, com nossos pensamentos, sentimentos e mistérios.

"Aprenda isso de uma vez por todas, filha: assim como uma bússola precisa apontar para o norte, assim também o dedo acusador de um homem sempre encontra uma mulher a sua frente. Sempre."


Desde que li o primeiro livro do autor (O caçador de pipas) alimentei a enorme vontade de ler A cidade do sol. Devo dizer que mesmo já esperando muito do livro ele conseguiu me surpreender absurdamente logo nas primeiras páginas quando o autor descreve um Afeganistão que nenhum de nós conhecíamos através dos olhos de Mariam. Devo dizer também que Mariam é uma das personagens que ficarão marcadas em mim pelo resto da vida talvez por que foge da nossa realidade e consciência que alguém possa viver em uma situação como à dela ou por que a forma como ela é forte durante toda a história nos faz ter admiração. Acredito que Mariam e Laila transparecem a realidade de muitas mulheres que sobrevivem ali durante tanto tempo de uma forma brutal. O autor as construiu de uma forma tão bonita que nos transporta para uma realidade que é totalmente distante e diferente da nossa mas que existe e está bem aqui, viva.

"A professora não usava maquiagem nem qualquer jóia. Não cobria a cabeça e proibia as alunas de fazerem isso."

"Nunca deixaria sua marca no coração de mammy, como seus irmãos tinham deixado, porque aquele coração era uma espécie de praia desbotada, onde as pegadas da menina seriam sempre apagadas pelas ondas de tristeza que se erguiam e quebravam, se erguiam e se quebravam."

Outro ponto importante na leitura desse livro é a quantidade de informações. Demorei a terminar de lê-lo por que entender os fatos históricos que estão intimamente ligados ao enredo e a trama da vida de Mariam e Laila é essencial. Você termina de ler e sem perceber acabou de sair de uma aula de história, mas uma aula de história que não torna nada chato. 
Além de entender a guerra meus olhos brilharam ao conhecer o outro lado da moeda do Afeganistão. Deixe-me explicar melhor: Esse país possui uma cultura rica e bela, seus costumes, sua música, seus poetas e ninguém, absolutamente ninguém fala sobre isso. Quando você fala sobre o Afeganistão a primeira coisa que vem a cabeça são mulheres de burca e bombas explodindo por toda à parte mas a verdade é que por trás de tudo isso existe um povo que talvez tivesse muito á contribuir se não fosse tão abalado, A cidade do Sol faz com que você perceba tudo isso.
E para não dizer que não falei das flores, além de tudo isso tem o romance entre Laila e Tariq, personagem que entrou pra minha lista de maridos literários que só cresce.

"O coração de um homem é uma coisa muito, muito perversa, Mariam. Não é como o útero de uma mãe. Ele não sangra, não se estica todo para recebê-la. Sou a única pessoa que a ama. Sou tudo o que você tem no mundo, Mariam, e, quando eu tiver ido embora, não terá mais nada."

"Só há uma coisa na vida que precisamos aprender, e ninguém ensina isso nas escolas. A capacidade de suportar."





19 comentários:

  1. Parece super legal! Vou procurar pra ler.
    Beijos,
    femininetaste.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Nunca ouvi falar do livro. Parece ser super bacana! Beijos,

    Sweet Teen

    ResponderExcluir
  3. Ai eu gosto de livros assim, fiquei com vontade de ler
    vestindo-ideias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Primeira vez que ouço falar do livro, mas pela sinopse que você está dando parece ser muito bom, embora um pouco triste );

    beijos
    beinghellz.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Já ouvi falar de "O Caçador de Pipas", mas nunca li nada do autor. Pela sua resenha parece ser encantador. Espero algum dia lê-lo!

    Bjs, Raquel.

    morethanaworld.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Pelo visto parece ser uma história incrível, interessante... Gostei muito do seu modo de escrever.. Bjss
    http://glamandroll.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Pela sua resenha é um bom livro!!
    Já fiquei interessada, hahaha :3

    Beijos e fique com Deus!
    Batom De Framboesa

    ResponderExcluir
  8. Eu nunca li O Caçador de Pipas, mas dizem que é muito bom, e como esse Cidade do Sol é do mesmo autor, então é capaz de ser bom também. Gostei da resenha!

    xx,
    www.likeparadise.com.br

    ResponderExcluir
  9. Tenho esse livro mas nunca me interessei em ler! Pela sua resenha parece até ser bom.. Vou ver se animo ler hehe Blog Rainha da Simpatia

    ResponderExcluir
  10. Que bacana, adorei a resenha. Vou ver se acho aqui na Saraiva :)
    Beijos e uma ótima semana! :)
    Blog | Facebook

    ResponderExcluir
  11. Parece ser bem legal!
    Flor,vim te convidar a participar de um concurso do meu blog é de halloween chamado Gostosuras ou Travessuras.
    xoxo
    torrada com nutella
    o link é esse : http://torrada-com-nutella.blogspot.com.br/2013/10/concurso-gostosuras-ou-travessuras.html

    ResponderExcluir
  12. Parece ser legal! Talvez eu leia, to precisando ler mais.

    Pirulito Cósmico. ♡

    ResponderExcluir
  13. Amoo este livro! Obriguei a família inteira a ler!
    Dá uma passadinha?
    http://comportamentorosa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. oi amore <3
    nossa amei por aqui, adorei
    a postagem super bacana hein
    continue assim, amei seu blog
    Já estou seguindo, segue de volta diva?
    e clicar (LEU?)
    seria uma honra <3
    beijokass e deus ilumine voce amor <3

    www.dicasdesole.com.br

    ResponderExcluir
  15. Ah não conhecia o livro mas parece ser bem bacana, vou procurar ler ele :)
    Seguindo seu blog se puder fazer uma visita, e se gostar seguir ;)

    Beijos,
    Nevando em Nova York
    Me siga no Twitter @Gii_York

    ResponderExcluir
  16. Caraca, arrasooooooou no post, amore! Parecee bom!!!
    Obrigada por ter comentado lá no blog, você é um amorzinho!
    Super beijo, minha linda!

    http://agorasoulinda.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  17. Gostei da temática, gosto de livros que passem uma mensagem, ou nos surpreenda bastante. Quero ler futuramente. Até mais. http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Oi, amei a resenha. O livro parece ser muito bom. Estou seguindo o seu blog e curtindo a Fã Page. Convido-lhe á acompanhar e seguir o meu também. Beijinhos.

    www.karlasouzamakeup.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Assim como o Caçador de Pipas... houve alguns momentos no livro que me fez chorar (sim, sou uma manteiga derretida... rs) e adorei sua resenha, realmente é um livro que mostra fatos históricos e o dois lados do Afeganistão.
    Beiju Isabele!
    Ps.: Tem sorteio no meu blog... você está mais que convidada a participar!
    SORTEIO ESTOJO COMPLETO REVLON | BLOG SIM, 27!

    ResponderExcluir

♥Críticas construtivas são sempre bem vindas, mas sem xingamentos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...